Podemos ainda tenta “reverter” cassação e evita discutir eleição ao Senado

Cotado para ser candidato, deputado José Medeiros diz que não iniciou articulações em respeito a senadora que ainda está no cargo

O deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) é um dos mais cotados para a disputa da vaga deixada no Senado pela sua colega de partido, a juíza aposentada Selma Arruda (Podemos-MT), cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em dezembro de 2019. Medeiros também já foi senador por Mato Grosso.

Em entrevista ao programa Resumo do Dia, publicada na última quinta-feira (16), porém, José Medeiros desconversou sobre o assunto. O deputado federal revelou que o direção nacional do Podemos orientou os filiados a não tratar do tema – ao menos publicamente -, e aguardar o resultado de eventuais recursos interpostos pela senadora cassada.

“Como ela encontra-se ainda no mandato, o Podemos, até por respeito a senadora, não autorizou ninguém a tratar do tema”, resumiu José Medeiros.

Após a cassação de Selma Arruda – condenada pelo TSE por abuso de poder econômico e prática de Caixa 2 -, diversas “forças políticas” em Mato Grosso vem se movimentando para ocupar a cadeira da senadora cassada. José Medeiros, por sua vez, explicou que o Podemos só tomará alguma posição mais contundente após a definição da presidente do partido, a deputada federal Renata Abreu (Podemos-SP), além do cacique e senador Álvaro Dias (Podemos-PR).

“Aí vai ser uma decisão da executiva nacional e eles vão discutir quem seria esse nome. O Podemos tem nomes extraordinários aqui. Como eu disse eles vão definir: a presidente Renata [Abreu], o [senador] Álvaro Dias. São eles que vão definir”, disse ele.

Medeiros garantiu, porém, que o Podemos pretende se firmar como o partido que conta com o maior número de senadores. Para tanto, o parlamentar adiantou que, caso confirmada a cassação definitiva da senadora – tendo em vista que hoje Selma Arruda possui chances remotas de reverter sua situação -, o Podemos vai “lutar com todas as forças” para manter a influência na Casa.

“A única coisa que o Podemos abriu foi o seguinte: quando e se isso acontecer, o Podemos vai lutar com todas as forças para manter a totalidade dos senadores que tem porque a meta do Podemos é se tornar a maior bancada do Senado e para isso precisa manter o número de senadores”.

Hoje no Senado, o Podemos perde apenas para o MDB em número de parlamentares. O partido de José Medeiros conta com 10 senadores (incluindo Selma Arruda).

Fonte: FolhaMax

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 × 3 =