Embrapa promoverá dia de vivência sobre tecnologias de ILPF para agricultura familiar no Nortão

O “Dia de Campo’ será na sexta-feira, na Estância Vanda, em Paranaíta (364 quilômetros de Sinop). Algumas das tecnologias disponíveis para uso na agricultura familiar serão apresentadas. Além disso, na quinta-feira haverá uma capacitação sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) para técnicos, no município de Alta Floresta.

Uma das vantagens dos sistemas de integração da ILPF é sua versatilidade, sendo adaptável a qualquer perfil de produtor rural. O evento terá foco na Agricultura Familiar no Portal da Amazônia será promovido pela Embrapa, Senar e parceiros. As inscrições são gratuitas e serão feitas a partir das 8h, no local do evento.

Estância Vanda é referência na região pelo trabalho de produção familiar sustentável utilizando-se tecnologias de baixo custo, como a diversificação das fontes de suplementação animal, manejo de pastagem, rotação de culturas, sombreamento de pastagens, entre outros.

Com foco em pequenos e médios produtores, técnicos e extensionistas e demais profissionais ligados ao setor agropecuário, o evento terá toda a programação no período da manhã. Após a abertura, o proprietário Nivaldo Michetti e seu filho e analista do Imea, Miqueias Michetti, falarão sobre suplementação de baixo custo como forma de manter o rebanho na seca. Na sequência, os participantes serão divididos em três grupos e farão um circuito passando por três estações de campo.

Uma delas dará continuidade ao tema da apresentação inicial, destacando o capim BRS Capiaçú. O material tem grande potencial de produção de biomassa e tem chamado a atenção de produtores em todo o país. A tecnologia será apresentada pelo analista de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agrossilvipastoril Orlando Oliveira e pelos produtores do sítio Sombra da Mata Marcely e Alison Oliveira.

Em outra estação, o tema será o componente florestal na ILPF. O professor da Unemat Alexandre Olival e o engenheiro florestal da Embrapa Agrossilvipastoril Diego Antônio falarão sobre os aprendizados e desafios do uso de árvores nas pastagens.

Na terceira estação, o agrônomo Murilo Guimarães falará sobre orçamentação forrageira e o manejo de pastagem e a importância das análises microbiológicas do solo em sistemas agropecuários será abordada por Renato Alves, do laboratório Solos e Plantas.

Fonte:Só Notícias 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 × 2 =