Saúde de Rondonópolis intensifica ações de prevenção com capacitação e orientações sobre H1N1

A Secretaria Municipal de Saúde deu início na manhã desta terça-feira (25) a um projeto de capacitação que irá abranger professores da rede municipal, agentes comunitários de saúde e de endemias, enfermeiros e técnicos de enfermagem, médicos, e outros profissionais da saúde, para a prevenção da gripe, principalmente, da influenza A ou H1N1 em Rondonópolis. Depois da capacitação, esses profissionais irão atuar junto a população com distribuição de panfletos informativos e orientação sobre a doença.

Apesar da capacitação dos profissionais ser feita de forma constante, a secretária municipal de Saúde, Izalba de Albuquerque, ressalta que o projeto intensifica a capacitação, incluindo professores da rede municipal para que sejam multiplicadores de informações junto à população, já que atuam junto a um grande número de pessoas. “A intensificação das ações vem em função de um óbito de uma pessoa de Rondonópolis confirmado por H1N1 e outra de Pedra Preta, que estava internada em Rondonópolis, e notificações de suspeitas da doença”, explica.

A intenção é trabalhar a prevenção e também atuar na orientação para evitar a transmissão do vírus com ações simples como lavar as mãos constantemente com água e sabão, deixar os locais sempre arejados, manter as superfícies de móveis e utensílios sempre limpas se possível com álcool e não compartilhar objetos pessoais.

Nesta terça (25), a primeira capacitação acontece pela manhã, das 7h30 às 9h30, com cerca de 120 professores, e durante a tarde com outros 120, das 13h30 às 15h30. Ao longo da semana, os profissionais da saúde também passam por capacitação. O projeto segue intensificado até agosto, já que a Influenza A é um vírus sazonal e prefere ambientes frios, mas os trabalhos continuarão ao longo de todo o ano.

A capacitação para os professores está sendo realizada pelas enfermeiras Luanda Curcio, Karollayne Rocha e Helen de Oliveira Henrique. Luanda Curcio explicou também sobre a transmissão do vírus da Influenza A que se dá de pessoa para pessoa pelas vias aéreas. “O vírus geralmente é transmitido por meio do espirro, tosse e contato com as mãos”, ressalta.

Os sintomas incluem febre alta, pode haver muita tosse, dor no corpo, concentrando-se, principalmente no joelho, cotovelo e pulso, dor de cabeça, coriza, dor de garganta, tremor e às vezes pode incluir vômitos e dores de barriga.

As ações são feitas com a parceria da Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social e com a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), por meio dos estudantes de medicina.

Fonte:Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dez − dois =