Reginaldo cobra concurso amplo para o município

O vereador Reginaldo Santos – Cidadania acompanha de perto e busca garantir concurso amplo para todos cargos com vagas em aberto para a Prefeitura de Rondonópolis.

O legislador apurou detalhes sobre o processo e recebeu uma informação que preocupa. Mesmo com a defasagem de vários cargos, o executivo só deve realizar a seleção para área fiscal. “Buscaremos todas informações oficiais sobre esse assunto e saber o por quê gastar dinheiro para contratar um setor específico, quando se pode elaborar algo bem mais amplo”, questiona.

O parlamentar realizou um levantamento e descobriu que até 2020, somente na Secretaria Municipal de Educação serão mais de 270 vagas para professor. “É uma situação que preocupa, o município não pode viver de processo seletivo. Essas vagas precisam ser ocupadas por concursados. Entendo que esse é o momento”, afirma.

Reginaldo ainda lembra que o cargo de agente de trânsito não entra nos editais desde o ano 2000. “O número de profissionais não chega a 30. Há 18, 19 anos o tínhamos uma frota que não chegava a 50 mil veículos. Hoje nossa frota já passa dos 170 mil veículos. Como exigir que essas pessoas consigam fiscalizar toda cidade. É um setor muito defasado”, comenta.

Outras áreas administrativas também estão desfalcadas de servidores efetivos. Em alguns casos, essas vagas são ocupadas por cooperados ou terceirizados. “A Prefeitura precisa ficar atenta para algumas situações, antes de confirmar quais áreas entrarão neste concurso. Nos temos uma lei federal, que obriga o município, até 2020, a contratar em todas bibliotecas escolares e municipais profissionais formados em biblioteconomia. E aí como faz, vai ter abrir outro concurso específico?”, questiona.

O pode executivo será obrigado a responder oficialmente sobre os questionamentos pontuados acima. A Câmara de Rondonópolis aprovou por unanimidade o requerimento do vereador Reginaldo, que pede o detalhamento dos cargos e da vagas que serão colocadas no edital para o concurso público.

Fonte:Assessoria

COMPARTILHAR

Comentários