Prefeitura vai acionar MPF para fiscalizar recursos da Santa Casa

Com o anúncio da paralisação dos serviços de oncologia prestados pelo Hospital Santa Casa, o prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio afirmou que vai fazer uma representação junto ao Ministério Público Federal solicitando ao órgão que faça a fiscalização dos recursos públicos investidos no hospital.

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (13), o prefeito confirmou que os recursos encaminhados pelo governo federal estão em dia e que a Prefeitura faz o repasse regularmente, sem atraso, para evitar qualquer tipo de irregularidade no atendimento. Zé do Pátio comentou que, como todo recurso já foi repassado para a Santa Casa, é impossível o município fazer outro repasse, mesmo que emergencial, por causa da prestação de contas.

Outra alternativa que o município está analisando para tentar a retomada dos serviços de oncologia é fazer uma representação junto ao Ministério da Saúde para que o órgão que envia os recursos para o pagamento dos serviços tome conhecimento da situação em que se encontra o hospital. Pátio sugere a mudança do regime jurídico da Santa Casa, transformando-o em uma fundação para que seja possível a fiscalização dos recursos.

A paralisação da oncologia e outras questões pertinentes à Santa Casa serão discutidos na próxima reunião do Conselho Municipal de Saúde, conforme informou a secretária de Saúde do município, Izalba Albuquerque. Ela ratificou que os recursos referentes aos serviços oncológicos já foram repassados e se diz preocupada com a continuidade dos tratamentos dos pacientes da Nutec, que são de Rondonópolis e toda região Sul do Estado.

Integrantes da comissão de saúde da Câmara Municipal também discutiram o assunto com o prefeito e afirmaram que vão solicitar a realização de uma audiência pública para tratar com toda a sociedade sobre o futuro do hospital.

Fonte:Assessoria

BANNER-ASSEMBLEIA
COMPARTILHAR

Comentários