Agentes de combate a endemias de Rondonópolis devem receber incentivo financeiro adicional pelo 2º ano consecutivo

Os agentes de combate a endemias da Prefeitura de Rondonópolis devem receber pelo segundo ano consecutivo um abono financeiro no valor de um salário mensal líquido da categoria, que é de R$ 1,3 mil. O projeto de lei que autoriza o executivo municipal a conceder o incentivo financeiro adicional, em parcela única, aos agentes foi assinado pelo prefeito Zé Carlos do Pátio, na manhã desta terça-feira (15), em seu gabinete no Palácio da Cidadania.

A assinatura do projeto pelo prefeito ocorreu durante reunião com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Combate a Endemias no Estado de Mato Grosso (Sintrace), Wilson Cutas, que estava acompanhado da representante da entidade no município, Odete Maria de Freitas. Participaram ainda da reunião os secretários municipais de Saúde e de Gestão de Pessoas, Izalba Albuquerque e Argemiro Ferreira, respectivamente, além da gerente de departamento da Saúde Coletiva, Geraldina Ribeiro.

“Agora, vamos encaminhar o projeto à Câmara, a fim de que os vereadores possam votar o mais rápido possível este incentivo financeiro aos agentes de endemias, que têm se redobrado para manter a cidade livre das doenças. Como reconhecimento a toda dedicação e esforço em prol da nossa população, vamos recompensá-los com esta gratificação”, explicou o prefeito, reconhecendo o trabalho de destaque que estes profissionais têm feito.

Os agentes de combate a endemias atuam principalmente no combate à proliferação dos mosquitos que são transmissores de doenças, como Aedes aegypti, vetor da dengue, zika e chikungunya. “A atividade deles têm gerado resultados positivos, protegendo toda a população”, salientou Pátio. Rondonópolis nos últimos anos vem mantendo baixos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti, o que mostra um trabalho eficaz dos agentes de combate de endemias.

Condições de trabalho

Como forma de valorização do esforço desses profissionais, que possuem função de extrema relevância à manutenção da Saúde Pública, a Prefeitura tem se empenhado para fazer a regularização profissional e, também, melhorar as condições de trabalho da categoria, com a entrega de Equipamento de Proteção Individual (EPIs).

O processo de regularização profissional da classe, que conta hoje com 137 agentes, abaixo do que é necessário para cobrir todas as áreas da Rondonópolis, está sendo finalizado, possibilitando assim a contratação de mais 116 agentes, por meio de processo seletivo.

“Isto mostra que os agentes atuais estão se redobrando para cobrir a cidade, segurando praticamente na mão os índices baixos de infestação do mosquito transmissor da dengue, por exemplo. Com a finalização do processo de certificação (regularização) dos que trabalham atualmente, vamos fazer o seletivo e praticamente dobrar o número de agentes de combate de endemias, cobrindo toda cidade”, destacou o prefeito.

O processo de certificação para adequação ao que exige a legislação vigente está próximo de ser concluído. Segundo o secretário municipal de Gestão de Pessoas, Argemiro Ferreira, o município está praticamente com tudo pronto para realização do processo seletivo para contratação de 137 novos agentes de combate de endemias. “Estamos com tudo pronto, assim que o processo de certificação dos 116 atuais agentes for concluído, podemos lançar o edital do seletivo”.

Salário extra

O projeto de lei proposto pela Prefeitura de Rondonópolis estabelece que o pagamento desse salário extra será feito em parcela única, no valor de um salário líquido da categoria, que é de R$ 1,3 mil, a todos os agentes que encontrem em pleno exercício das atividades de vigilância, prevenção e controles de doenças e promoção da saúde, mediantes ações domiciliares e comunitárias, sob responsabilidade da gestão municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde.

A secretária municipal de Saúde, Izalba Albuquerque, destacou que o pagamento do abono pelo segundo ano consecutivo pela prefeitura de Rondonópolis é importante para a valorização desses profissionais que estão diariamente trabalhando nas ruas e com a comunidade, atuando tanto na parte da promoção da saúde quanto na prevenção com o controle químico.

Satisfeitos

O presidente do Sintrace-MT, Wilson Cutas, ressaltou que ficou muito feliz com a atitude da Prefeitura de Rondonópolis em reconhecer e valorizar a categoria com o pagamento deste incentivo financeiro.

Odete Maria de Freitas, representante do sindicato no município, também comemorou a assinatura do projeto de lei que garante o benefício para categoria pelo segundo ano consecutivo. “É a valorização e o reconhecimento do nosso trabalho”.

Fonte:Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × 3 =