Estado acumula dívidas com fornecedores de R$ 510 milhões

Decreto prevê pagamento dos débitos em até 11 vezes

A dívida do governo de Mato Grosso com fornecedores do estado é de R$ 510 milhões, segundo a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz-MT). O montante da dívida foi divulgado um dia depois que o governador Pedro Taques (PSDB) autorizou o Poder Executivo a parcela os débitos em até 11 vezes.

Os valores são referentes a restos a pagar de 2017 e anos anteriores. O total da dívida, de acordo com o governo, já está apto a ser pago.

O decreto foi assinado na sexta-feira (10), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, para quitar as dívidas e o pagamento prioritário dos credores. Segundo o documento, existe a necessidade de garantir ambiente de segurança e de estabilidade financeira para o desenvolvimento da economia no estado.

A medida prevê a adesão voluntária dos fornecedores. Segundo o governo, os valores devidos não deverão sofrer redução. “Considerando que a responsabilidade na gestão fiscal pressupõe a ação planejada e transparente, em que se previnem riscos e corrigem desvios capazes de afetar o equilíbrio das contas públicas”, argumenta o decreto assinado também pelo secretário-chefe da Casa Civil, Ciro Rodolpho Gonçalves, e pelos secretários de Fazenda e de Planejamento, Rogério Gallo, e Guilherme Müller.

O parcelamento em 11 meses poderá ser feito desde que atendidas às condições seguintes: o saldo dos débitos parcelados nos termos do decreto será quitado em parcelas com prazo e valores a combinar.

 

Fonte: Folha Max

BANNER-NETWORK
COMPARTILHAR

Comentários