Município monta equipe para identificar pessoas contaminadas com chikungunya

Há suspeita de que mais de 80 pessoas podem ter sido contaminadas pelo vírus

Preocupado com a Saúde dos moradores das regiões do Boa Esperança, Jardim Ipanema e Salmen 2, o vereador Adonias Fernandes (MDB) se reuniu na terça-feira (12) com líderes comunitários e secretários para montar um mutirão de atendimento aos moradores. De acordo com Adonias nessa região há suspeita de que mais de 80 pessoas podem ter sido contaminadas pelo vírus da chikungunya.

O encontro que aconteceu na Prefeitura de Rondonópolis contou com a presença de representantes das Secretarias de Saúde, Administração, Infraestrutura, Meio Ambiente e Sanear. O intuito foi discutir estratégias para atender essas pessoas e confirmar se as suspeitas são verdadeiras.

De acordo com vereador, moradores dessas regiões tem procurado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com os sintomas da doença e após o atendimento elas estão sendo orientadas a procurarem as unidades de saúde de seu bairro para acompanhar o caso. “Só que a preocupação é que esses pacientes não estão indo até as unidades de saúde e já somam mais de 80 casos notificados com suspeita de chikungunya naquela região”, afirmou o vereador.

Após a reunião ficou decidido que uma equipe com vários profissionais das Secretarias, incluindo médicos e agendes de endemias vão até essa região no sábado (16) para visitar essas famílias, identificar essas pessoas e confirmar se realmente há esse foco da doença nessas comunidades.

CHIKUNGUNYA

Febre Chikungunya é uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. Seu modo de transmissão é pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus.

Seus sintomas são semelhantes aos da dengue: febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço. Porém, a grande diferença da febre chikungunya está no seu acometimento das articulações: o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.

 

Fonte: Assessoria

BANNER-NETWORK
COMPARTILHAR

Comentários