PC investiga viúva de dono de TV em Cuiabá por venda de apartamento no EUA

Viúva do empresário Luiz Carlos Becari, a médica Michele Carmo Carvalho está sendo investigada por um suposto desvio milionário de patrimônio do seu ex-marido nos Estados Unidos. O inquérito criminal, instaurado por requisição do Ministério Público Estadual, reúne indícios de que ela teria se apropriado indevidamente de mais de 1 milhão de dólares do patrimônio deixado pelo empresário, morto em 2014.

A investigação foca na venda de um apartamento na cidade de Fort Lauderdale, no Flórida. Vendido por US$ 1,1 milhão, os valores arrecadados com a transação não constam em registros oficiais no Brasil que permitiriam às demais herdeiras dividirem o valor.

A médica dermatologista, inclusive, já foi ouvida por autoridades da Justiça norte-americana, onde o suposto crime teria acontecido. Nas oitivas, realizadas no mês de junho de 2016, no entanto, Michele alegou apenas que o apartamento foi um “presente” que Becari deixou para ela.

O documento da suposta transferência, no entanto, não tem a assinatura do seu ex-marido. Ao ser questionada sobre o porquê de ter vendido o apartamento, após a morte de Becari, ela limitou-se a responder: “porque eu precisava de dinheiro”.

Michelle não revelou na audiência que recebe, em nome das filhas, R$ 40 mil do espólio de Becari por mês. “Eu peguei ela (a renda). Eu fiz um saque e gastei o dinheiro. Eu tinha de gastá-lo com as minhas contas pessoais. Não tenho muito dinheiro”, disse a média Michele Carmo Carvalho a respeito do valor de aproximadamente um milhão de dólares.

O dinheiro, na sequência, foi transferido para o Brasil por meio de uma companhia de remessa de valores chamada My Office U.S.A Corporation. Michele foi casada com Becari, que entre outros negócios era proprietário da TV Cidade Verde e da Rádio Band, dos anos 2008 a 2014.

Quando ele morreu, em 2014, ele deixou quatro filhas: duas do primeiro casamento, maiores de idade, e duas do relacionamento com Michele – menores. Como o casamento tinha sido realizado no regime de separação total de bens, inicialmente Michele não constava entre os herdeiros.

A médica, no entanto, abriu um processo pedindo para ser ela também incluída no espólio do ex-marido, junto das suas duas filhas e das duas outras filhas do empresário. Desde então, ela vem tentando ser incluída para receber uma parte do espólio construído em vida por Becari.

O caso ainda não está definido na Justiça.

 

Fonte: FolhaMax

COMPARTILHAR

Comentários