Escolas Municipais reforçam valores de ética e cidadania por meio do Rede Cidadã

Garantir a inclusão social de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade e levar a esse público qualidade de vida por meio de ações que permitam o desenvolvimento de habilidades através de práticas educativas, culturais, esportivas e sociais são objetivos do Projeto Rede Cidadã, que é realizado em Rondonópolis pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) em parceria com a Polícia Militar (PM).

Entretenimento e aprendizado são eixos de atuação do Rede Cidadã para atingir esse intuito. Assim, por meio de atividades lúdicas que, ao mesmo tempo, estimulam o conhecimento e proporcionam diversão, o projeto oferece aulas de violão, xadrez, ping pong, futebol, vôlei, além de passeios, rodas de conversas e palestras realizadas nas escolas, entre outras ações, visando promover a autoestima, a independência e a sociabilidade do público contemplado.

Tendo como principais preocupações reduzir ou mesmo acabar com a evasão, a indisciplina e o baixo rendimento escolar e combater a violência, o consumo e o tráfico de drogas, o programa busca contribuir para a formação de valores humanos, desenvolvendo no público contemplado consciência e bons hábitos como disciplina,  senso moral, ética e cidadania.

Nesse sentido, em 2018, 270 alunos da Rede Pública de Ensino de Rondonópolis, de 09 a 17 anos, serão beneficiados pelo programa. Estão previstos, também, passeios ao Horto Florestal, ao shopping, ao Casario e ao Batalhão da Polícia Militar.

O coordenador do Rede Cidadã, o sargento Euélio Pereira de Souza, da PM de Rondonópolis, explica que  o programa trabalha com uma equipe técnica visando auxiliar os estudantes, prioritariamente aqueles que estejam em situação de vulnerabilidade social ou apresentem alguma dificuldade de aprendizagem. “Para participar do projeto, é preciso que a criança ou o jovem esteja matriculado na escola, apresente documento com foto e autorização dos pais ou responsáveis”, elucida o sargento.

Outra frente de atuação do Rede Cidadã é incentivar a participação da família, aproximando-a das atividades do aluno e conhecendo o contexto em que ele vive. Isso é feito, por exemplo, através de visitas domiciliares em que profissionais como assistentes sociais, policiais militares e pedagogos vão até a residência do participante do projeto para conhecer sua realidade e, muitas vezes, nesse momento, identificam a origem de determinadas dificuldades de aprendizado do estudante. Conhecendo seu ambiente familiar, torna-se possível traçar o perfil socioeconômico e, então, definir as atividades cognitivas mais adequadas para suas expectativas e necessidades.

Na opinião da coordenadora dos Programas e Projetos Pedagógicos da Semed, Terezinha de Faria Ávila, o diferencial do Rede Cidadã está no fato dos profissionais buscarem não apenas identificar as dificuldades cognitivas dos alunos, mas também atuarem nas causas que geram a indisciplina e o baixo rendimento escolar. “A dinâmica do programa influencia diretamente no comportamento dos alunos e, por conseguinte, na melhoria da aprendizagem. Daí a importância do trabalho envolvendo as famílias e a comunidade escolar. O impacto é imediato e pode ser sentido por meio do aumento da autoconfiança, da responsabilidade e da motivação dos alunos”, observa a coordenadora.

Criado em 2005, o Rede Cidadã é um programa da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) que visa atuar na prevenção de situações de violência e exclusão de crianças e jovens em condições de vulnerabilidade social. Para tanto, por meio de parcerias entre a Sesp e diversas instituições sociais, promove a integração dos participantes por meio de atividades esportivas e culturais ofertadas aos alunos das escolas públicas de diversos municípios do Mato Grosso, entre eles, Rondonópolis.

Roberta Azambuja

BANNER-NETWORK
COMPARTILHAR

Comentários