Delegado diz que pais podem ser condenados até 12 anos por abandono de incapaz

O delegado Regional da Polícia Civil, Claudinei Lopes, comentou na manhã desta terça-feira (13), o caso dos pais de um bebê de 7 meses, que foram presos por abandono de incapaz, depois que a criança morreu na noite desta segunda-feira (12), ao dar entrada no Pronto Atendimento Infantil, no Jardim Santa Marta, em Rondonópolis.

Segundo o Lopes, o casal tinha cinco filhos, a mais velha com 09 anos, o segundo filho com 07 anos, uma menina de 02 anos e os gêmeos com 7 meses de idade.

“Os pais devem passar pela audiência de custódia pelo juiz às 13h desta terça-feira (13) e devem responder pelo crime de abandono com resultado de morte, por ter deixado os filhos por cerca de 8 horas aos cuidados da irmã mais velha. Mesmo a família alegando a necessidade de trabalhar com frete, a pena de reclusão pode ser de 4 a 12 anos, podendo ser aumentada em até um terço por se tratarem dos pais da criança”, explicou o delegado.

A investigação fica aos cuidados da Delegacia Especializada dos Direitos da Criança e do Adolescente (Dedica) em conjunto com o Conselho Tutelar, que deverão ouvir os irmãos e testemunhas para se saber se não foi a primeira vez que os filhos ficaram sozinhos em casa e resultou neste caso lamentável.

 

Fonte: AgoraMT

BANNER-NETWORK
COMPARTILHAR

Comentários