Combustível em MT aumentou 24% a pedido da Petrobrás, diz sindicato

Desde de julho a Petrobras anunciou um aumento de 24% no preço dos combustíveis.

Somente nos últimos dois dias foram 7% de reajuste no valor pago pelos combustíveis. A variação do preço tem sido diária desde que a empresa adotou nova tabela afim de alinhar os preços ao mercado internacional.

Apesar do grande aumento no valor pago pelo líquido, tais preços não foram repassados em sua integralidade ao consumidor, segundo a assessoria do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Mato Grosso (SindPetróleo).

A medida é uma tentativa de não perder clientes em meio a crise e também manter os preços competitivos. “A grande maioria dos postos não reajustaram o valor da gasolina e diesel conforme o aumento da Petrobras”, informou o sindicato.

Segundo o sistema de levantamento de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (AP), na última semana o preço médio pago pelo litro da gasolina, em Cuiabá,  era de R$ 4,02, variando entre R$ 3,75 e R$ 4,20.  Com o reajuste de 7% esse valor pode chegar a R$ 4,49.

Já o diesel, conforme o último levantamento, tinha preço médio de R$ 3,59. O valor pago pelo litro variava entre R$ 3,39 e R$ 3,79. Com o reajuste o consumidor pode pagar até R$4,05 pelo litro do combustível.

Os novos valores já estão sendo praticados nesta sexta-feira(24).

Fonte: Hipernotícias

COMPARTILHAR

Comentários