Novos equipamentos são entregues ao sistema prisional em MT

dorieuduVisando a segurança nas unidades prisionais, mais de 250 equipamentos foram entregues às unidades de Mato Grosso pelo governador Pedro Taques (PSDB) junto do secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) Márcio Dorilêo.

No total, são 161 detectores móveis de metal, 65 banquetas e 27 computadores que serão utilizados para reforçar as revistas nas unidades.  A entrega foi realizada na manhã desta segunda-feira (25) na sede do Palácio Paiaguás.

O valor do investimento, feito pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) para compra dos equipamentos, é de R$ 70,8 mil. Foram investidos R$ 826 mil na compra de equipamentos de revista eletrônica, incluindo a entrega posterior de 5 raios-X e 32 portais.

“A entrega de hoje é de fundamental importância para o sistema penitenciário. Mato Grosso foi o primeiro Estado a aderir ao Sistema Nacional de Acompanhamento de Medidas Socioeducativas (Sipia), e pactuamos um trabalho integrado com o Poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Público. Todos estes equipamentos vão contribuir para que isso seja feito com qualidade”, afirmou o secretário.

Ainda em relação às entregas, Dorilêo ressaltou que a aquisição dos materiais faz parte de um cronograma de investimentos em execução pela Sejudh desde o início de 2015. “Em 2015 apresentamos ao Depen as demandas de Mato Grosso, e isso resultou em um investimento de quase R$ 1 milhão para melhorar a qualidade e segurança do trabalho em nossas unidades penais, e também da população.”

Os computadores serão utilizados para atendimento emergencial das operações no Sistema de Informação para Infância e Adolescência (Sipia). Dois deles serão destinados à coordenação do sistema, realizada pelo Núcleo de Gestão Estratégica para Resultados (NGER), e os demais para as unidades socioeducativas localizadas na capital e no interior do Estado.

As banquetas e os detectores de metais móveis, segundo o secretário, irão assegurar um tratamento ‘digno’ aos que vão até as unidades para visitação. “As raquetes vão ainda otimizar e facilitar a execução das revistas e de toda a rotina penitenciária”, reforçou Dorilêo.

 

Fonte: Assessoria/Gcom-MT

COMPARTILHAR

Comentários